top of page
  • Foto do escritorAlline Ferreira Rodrigues Rocha

Porque é tão difícil iniciar ou se manter em análise?

O que nos motiva a manter o continuo em análises?

-A Dor

Desistindo, por muitas vezes acreditando que tudo se resolverá, e ficará melhor. Na psicanálise acreditamos que a dor é o que mais motiva a dar continuidade, pois permanecer nesta dor, é pior do que entrar em contato com ela, em análise.

A análise muitas vezes envolve enfrentar emoções e questões profundas, o que pode ser desconfortável e desafiador. À medida que a terapia avança, podem surgir aspectos desconhecidos de si mesmo, o que pode gerar insegurança. Encarar aspectos difíceis do passado ou padrões comportamentais pode ser doloroso, levando à evitação. O processo terapêutico exige comprometimento e esforço para implementar mudanças significativas.

PORÉM, e um grande porém...

A busca é de encontrar formas mais saudáveis de lidar com dificuldades e emoções. Não fugindo da DOR, pois a relação terapêutica pode oferecer um espaço seguro para conexão emocional e desenvolvimento pessoal.

Do outro lado, não há promessas, mas após passar pela dor, haverá uma construção, a sua construção, as suas relações, haverá um self.



Comments


bottom of page